Notícias

Operação “Férias Seguras”

Sabemos que os números de assaltos residenciais aumentam durante as férias, especialmente durante as verão. Muitas pessoas vão de férias e não ficam completamente tranquilas, pois estão sempre preocupadas com a possibilidade de alguém entrar na sua propriedade.

Sendo esta a altura do ano em que é mais fácil perceber quando não está ninguém em casa, juntámos um conjunto de dicas e conselhos para que possa ir de férias mais descansado/a.

1. Evite comentar a sua viagem com pessoas que não sejam da sua confiança

Todos nós adoramos partilhar fotografias das nossas viagens, não é verdade? Mas já pensou no perigo de partilhar uma fotografia ou informação relativamente às suas férias? A partilha nas redes sociais, pode ser um ótimo aliado para ladrões. Para um assaltante, essa é uma das formas mais fáceis de saber quando a sua casa ficará ou está vazia. Tenha também cuidado no momento de preparar a partida: evite colocar a sua bagagem na mala do carro à porta de casa.

2. Peça a alguém que tome conta da sua casa

Se confiar num dos seus vizinhos, ou se tiver um familiar que viva perto de si, deixe a sua chave e contato e peça-lhe que recolha as suas cartas do correio, para que a acumulação de correspondência não seja visível. Peça também que abram os estores ou persianas durante o dia e que deixe algumas luzes ligadas durante a noite. Assim, simula a presença de alguém em casa. Atenção que se as mesmas luzes estiverem acesas todos os dias e durante as horas de sol, pode ter o efeito contrário. Caso não tenha ninguém que possa desligar as luzes todas as manhãs, considere instalar um aparelho de fotocélula ou pontos de luz com sensores e/ou temporizador. Desta forma, as luzes exteriores são acesas durante a noite e apagadas durante o dia (ou durante um determinado período de tempo quando é detetado movimento perto da casa).

Se viver num prédio/condomínio, avise o porteiro da sua partida. Avise também os seus vizinhos, para que estes fiquem atentos durante a sua ausência. Caso tenha alarmes em casa, explique-lhes como funcionam os equipamentos, para que seja mais fácil reconhecerem atividades suspeitas. Se não tiver nenhum vizinho de confiança, peça a algum amigo ou membro familiar que visite a casa de tempos em tempos.

3. Opte por instalar um sistema de segurança adicional que mais se adeque ao seu caso

De forma a garantir segurança adicional em sua casa, porque não optar por acrescentar grades ou uma cerca elétrica? Alternativamente, pode optar ainda por um alarme ou uma câmara de vídeo vigilância. Hoje em dia já pode acompanhar as imagens da câmara de segurança de sua casa em tempo real. Como? Através do seu smartphone, ou através dum sistema de gravação das imagens. As fechaduras digitais também são uma boa solução, pois dispensam a utilização de chave. Uma vez que exigem uma senha ou cartão de acesso, as fechaduras digitais impedem facilmente o arrombamento da porta.

4. Mantenha os seus bens em segurança

Pondere investir num bom cofre. Os cofres impedem que os seus bens mais valiosos sejam roubados em caso de assalto. Além disso, garantem a proteção dos seus bens, em caso de incêndio ou inundação.

5. Verifique se trancou todas as janelas e portas, interiores e exteriores

Garanta que nas portas que dão acesso ao exterior tem fechaduras mais resistentes. Do mesmo modo, certifique-se que as janelas facilmente acessíveis são protegidas com grades ou fechaduras interiores. Não se esqueça de trancar sempre o portão da sua garagem. Também os automóveis que tenha dentro da garagem devem ficar trancados.
Se alguma janela, porta ou portão precisarem de ser arranjados, repare antes de ir de férias. Não coloque cadeados do lado de fora, pois mostram que a casa foi trancada por fora. Pode ainda reforçar a base de portas com objetos que bloqueiam a abertura.

6. Evite acidentes elétricos

E por último não menos importante, desligue e tire da tomada o máximo de eletrodomésticos que puder, para evitar sobrecargas de energia e/ou incêndios, bem como, desligue o gás e a água.